especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 09/12/2011 - 09h29

Rio Paraguai pode atingir nível mínimo em torno do dia 15




Por Redação Pantanal News/Ana Maio-Embrapa Pantanal

O rio Paraguai pode atingir o nível mínimo aproximado de 70 cm na semana do dia 15 de dezembro. A estimativa é do pesquisador Carlos Padovani, da Embrapa Pantanal, que vem acompanhando o nível das estações deste rio.

Ele explica que todas as estações de medição acima da régua de Ladário já estão chegando ao nível mínimo, o que indica que esta régua segue a mesma tendência.

De acordo com o pesquisador, 70 cm é um nível pouco frequente, mas faz parte da normalidade do rio Paraguai. Para se ter uma idéia, desde 1900 o rio Paraguai já registrou o nível de 70 centímetros ou abaixo, 32 vezes. No período seco pelo qual passou o Pantanal, de 1962 até 1973, todos os doze anos apresentaram níveis abaixo de 70 centímetros. De 1900 até 1961, níveis abaixo de 70 centímetros ocorreram 20 vezes e após 1973, nenhum ano apresentou níveis de 70 centímetros ou abaixo. O nível mais baixo registrado pela régua de Ladário desde 1900, foi em 1964, com a marca de -61 centímetros, ou seja, 61 centímetros abaixo do nível zero da régua.

Padovani explicou que o nível mínimo pode prejudicar a navegação de grandes embarcações, que não adequadas às características do regime de enchentes e secas do rio Paraguai. A fauna e a flora da bacia hidrográfica estão adaptadas a situações como essa. Como de costume, o nível baixo ocorreu em função da estiagem das chuvas, que apesar de não ter sido uma das mais severas, foi acentuada e contribuiu para os níveis observados atualmente.

O ano de 2012 vai começar com a enchente do rio, o que faz parte do ciclo de inundação do Pantanal, de acordo com o pesquisador da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/08/2014 - 08h20
Anta foge do Cras e vira atração no Parque das Nações Indígenas
14/08/2014 - 07h19
Onças fogem da cheia no Pantanal e viram fenômeno urbano em Corumbá
07/08/2014 - 06h15
Corumbá lidera ranking estadual com 346 focos de queimadas
05/08/2014 - 06h04
Trabalhadores rurais sobrevivem a ataque de onça-pintada no Pantanal
04/08/2014 - 08h01
Hidrovia do Rio Paraguai é vital para o povo e para a economia da região
 
Últimas notícias do site
29/08/2014 - 16h31
IFMS prorroga inscrições em feiras científicas até 4 de setembro
29/08/2014 - 15h10
GMDSES encerra a I Semana de Qualificação hoje
29/08/2014 - 15h05
Cão da polícia dos EUA é enterrado com honras após morrer em serviço
29/08/2014 - 09h41
Fim de semana terá calor de até 38º C e chuva a partir de domingo
29/08/2014 - 09h00
Morador faz cartazes e oferece gratificação em busca de pichadores
 

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.