zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Rádio Independente - 29/03/2011 - 14h37

Morre o ex-vice-presidente José Alencar




Reprodução

Empresário mineiro tinha 79 anos e perdeu uma luta de 13 anos contra o câncer no abdômen
Por Redação Pantanal News/Rede Jovem Pan Sat

Após luta de 13 anos contra o câncer e 17 cirurgias, o ex-vice-presidente da República, José Alencar, faleceu, aos 79 anos, na tarde desta terça-feira, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

José Alencar Gomes da Silva nasceu no município mineiro de Muriaé, em 17 de outubro de 1931. Aos sete anos de idade, começou a trabalhar com o pai e, aos quinze, virou balconista de uma loja de tecidos. Aos dezoito anos, reconhecido pelo tino comercial, abriu o próprio negócio com dinheiro emprestado do irmão.

Mas foi em 1967 que fundou a Companhia de Tecidos Norte de Minas, a Coteminas, que se tornaria a fábrica mais moderna do setor no Brasil.

José Alencar esteve à frente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais e chegou à vice-presidência da Confederação Nacional da Indústria.

Pouco antes de conquistar uma vaga no Senado, em 1998, José Alencar teve um primeiro susto: passou por uma cirurgia para retirada de um tumor no rim.

Em abril de 2002, José Alencar assumiu a candidatura à vice-presidente na aliança com o PT. Logo no começo do governo, José Alencar mostrou que não seria um vice discreto. Em junho daquele ano, começava a batalha incansável pela queda da taxa de juros do país.

José Alencar, um empreendedor, criticava duramente a transferência de renda do setor produtivo para o setor financeiro.

No Carnaval de 2004, o vice-presidente foi internado para a remoção da vesícula e passou os dias de folia no hospital.

Em 2006, deixou a pasta da Defesa para Waldir Pires e, em julho, passou por nova cirurgia para retirada de um tumor abdominal.

Em setembro de 2007, outra internação: dessa vez, uma cirurgia complexa, que durou seis horas, para a retirada de três tumores no abdômen.

O vice-presidente, disfarçando a preocupação, ironizou e disse que, com o procedimento, sua expectativa de vida havia baixado para 128 anos.

Em uma de suas declarações ao microfone da Jovem Pan, José Alencar enfrentava outro problema: a crise financeira. Em outubro de 2008, o vice-presidente tranqüilizava o setor farmacêutico, dizendo que a saúde seria prioridade para o governo.

Em 25 de janeiro de 2009, José Alencar passou por nova cirurgia para a retirada de 18 tumores no abdômen. O procedimento durou mais de 17 horas e era considerado de "alta complexidade" porque o câncer já afetava a bexiga e o intestino.

Na ocasião, José Alencar disse: "Não tenho medo da morte. A gente não sabe se a morte é melhor ou pior." E completou: "Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a não ser que eu possa me orgulhar dele".

José Alencar chegou a ir aos Estados Unidos, mais de uma vez, para tratamento do tumor maligno. Contudo, voltou a ser internado novamente no Brasil e destacou a importância do caso para o desenvolvimento da medicina.

A luta de 13 anos contra o câncer prosseguiu durante todo o ano de 2010, com pelo menos três sessões mensais de quimioterapia.

Nesse período, apresentou problemas cardíacos e precisou ser acompanhado de perto pela equipe do Hospital Sírio-Libanês.

Sempre que possível, José Alencar agradecia as mensagens de apoio que recebia de toda a população.

Em dezembro, voltou a ser internado e passou o Ano Novo no hospital, não podendo comparecer à posse da presidente Dilma Rousseff.

Alencar passou pela 17ª e última operação, que durou três longas horas, uma eternidade para o paciente e a equipe médica.

Mas, ao final, ele venceu mais essa batalha e lamentou não poder ir à cerimônia de posse, em Brasília.

No aniversário de São Paulo, o ex-vice-presidente José Alencar foi homenageado com a medalha 25 de Janeiro. Ele recebeu autorização dos médicos para comparecer ao evento e, em discurso improvisado, afirmou que, se morresse naquele dia, estaria feliz.

No último dia 28, o ex-vice-presidente da República foi novamente internado com uma obstrução no intestino e um sangramento. Devido à saúde frágil os médicos optaram por não realizar novos procedimentos cirúrgicos.

Hoje, Alencar voltou a apresentar uma perfuração no abdômen e a equipe do Hospital Sírio-Libanês anunciou que o esforço era para que ele não sofresse.

Ao todo, foram 17 cirurgias e dezenas de intervenções para a realização de exames ao longo de 13 anos de uma luta incansável.

A maneira com que José Alencar encarou cada dificuldade, sempre com bom humor e dignidade, é a marca deixada em todos.

Uma esperança para pacientes com câncer e um exemplo para todos os brasileiros.

 

Siga as notícias da rádio Independente no Twitter:
www.twitter.com/RIndependente

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
10/10/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
10/10/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
09/10/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
04/10/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
03/10/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
 
Últimas notícias do site
23/10/2017 - 09h54
Prefeito de Corumbá representa o Brasil em seminário internacional do FONPLATA sobre hidrovia
23/10/2017 - 08h55
Semana em MS começa com 169 vagas em concursos públicos
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
23/10/2017 - 07h40
Em oito dias, Mato Grosso do Sul registra queda de 55 mil raios
23/10/2017 - 07h02
Medidas anunciadas por Temer farão ressurgir o rio Taquari, diz Ruiter
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.