especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cultura - 11/11/2010 - 15h53

Comunidade Tia Eva realiza atividades no mês da Consciência Negra




Por Redação Pantanal News/Karina Lima(NotíciasMS)

divulgação
recurso

         Campo Grande (MS) - A Associação dos Descendentes de Tia Eva convida a população da Capital para participar das atividades em prol do "Mês da Consciência Negra". Uma das atividades será realizada nesta quinta-feira (10), às 19h30 horas, no Salão Social da Comunidade. Será celebrada uma Missa de aniversário de 84 anos da morte de Tia Eva. Ela faleceu no dia 11 de novembro de 1926.

Dia da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de Novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Na opinião da presidente da Associação dos Descendentes de Tia Eva, Lúcia da Silva Araújo, o mês da Consciência Negra é um período de reflexão para a população negra. “O 20 de novembro é uma data muito importante para os negros”, disse Lúcia ao informar que a comunidade Tia Eva, todos os anos realiza eventos em comemoração a Semana da Consciência Negra no Estado.

“Em 2009, na mesma época, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), realizou a entrega de documentação aos moradores da comunidade. Já a Prefeitura Municipal de Campo Grande, por intermédio do Posto de Saúde local, no mês de outubro deste ano, fez a prevenção da saúde, que contou com a participação de aproximadamente 80 pessoas. Atualmente a Prefeitura também oferece cursos de manicure e pedicure para as mulheres e de eletricista aos homens”, informou Lúcia.

Além dos cursos de Recepcionista e Serigrafia, a comunidade também participou de oficinas de maquiagem, penteado afro, corte de cabelo masculino e feminino. Uma realização do Ministério do Trabalho, através do Instituto de Pesquisa de Desenvolvimento e Educação (IPDE), e do Plano Setorial de Qualificação para Afro-Descendente, de Cuabá (MT).

          História de Tia Eva 

         A história da comunidade se confunde com a própria história de Tia Eva. Escrava nascida em Mineiros, Goiás, Eva Maria de Jesus sempre sonhou um dia poder criar suas filhas com a melhor educação do mundo. Casada por duas vezes, Eva Maria teve três filhas: Joana, Lazara e Sebastiana. Em 1887, aos 49 anos, Eva obteve sua carta de alforria, momento no qual realizaria seu segundo sonho: ir para Mato Grosso (atualmente, Mato Grosso do Sul) e construir um lugar para seus descendentes. Saiu de Goiás e veio para Campos de Vacaria (Campo Grande) onde fundou a comunidade em 1905. Na cidade trabalhou como lavadeira, parteira, cozinheira, curandeira e benzedeira. Vida nada fácil.

          Era uma espécie de médica da época. Mais impressionante ainda era que sabia ler e escrever, pra quem havia sido escrava isso era um dom. Procurada por inúmeras pessoas, tornou-se referência na comunidade, o que lhe rendeu alguns benefícios financeiros. Até que em 1910 adquiriu uma terra de oito hectares que lhe custou 85 mil réis.

           Tombamento

Em 26 de abril de 2008, a Fundação Cultural Palmares concedeu a Certidão de Autodefinição como Comunidade Remanescente de Quilombos aos descendentes de Tia Eva. A comunidade atualmente é constituída por cerca de 115 famílias, sendo a maioria dos moradores formada por pessoas negras. No dia 5 de maio de 1998, a Igrejinha de São Benedito recebeu o definitivo tombamento como parte do Patrimônio Histórico de Mato Grosso do Sul, pelo governo do Estado.

Serviço

O Salão Social da Comunidade Tia Eva fica na rua Eva Maria de Jesus, s º, Vila São Benedito, no Bairro São Francisco, em Campo Grande-MS.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
anthony, em 23/04/2012 - 19h39

eu achei muito bom por que vai me ajudar na escola

davi, em 12/11/2010 - 15h09

suave

 
Últimas notícias do canal
20/10/2014 - 07h00
Com entrada franca, Recital Poético homenageia Cora Coralina no Teatro Aracy Balabanian
16/10/2014 - 06h03
Grupo Acaba Canta–Dores do Pantanal faz apresentação única para acadêmicos
14/10/2014 - 06h03
Fundação de Cultura abre inscrições para IV Concurso de Presépios Artesanais
01/10/2014 - 06h09
Sexta-Feira tem Noite da Seresta em Aquidauana
19/09/2014 - 14h00
Colombiano que viaja pela America Latina passa pela Capital colorindo as ruas com giz
 
Últimas notícias do site
24/10/2014 - 06h32
Museu Santos Dumont recebe turistas no Dia da Aviação no Rio
24/10/2014 - 06h25
PRF apreende veículo de luxo carregado com cigarros
24/10/2014 - 06h20
Dois veículos são recuperados pela PRF. Um deles foi encontrado abandonado as margens da rodovia
24/10/2014 - 06h10
Homens são preso transportando filhotes de papagaios irregularmente
24/10/2014 - 06h06
Nova Corumbá abre inscrições para concurso de samba enredo 2015
 

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.