zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Indústria e Comércio - 02/04/2009 - 08h40

Mulheres dominam mercado informal em Mato Grosso do Sul

Levantamento feito pelo Sebrae/MS também mostra que 37% dos entrevistados decidiram abrir um negócio após serem demitidos




Por Agência Sebrae de Notícias

 

Mulheres com idade acima de 40 anos e baixo grau de escolaridade. Esse é o perfil da maioria dos informais em Mato Grosso do Sul. "Com estas características, as pessoas têm muita dificuldade em encontrar um emprego, portanto, buscam no empreendedorismo por necessidade as alternativas para subsistência", explica o analista de mercado do Sebrae/MS Marcílio Moreira, coordenador da pesquisa. O estudo foi realizado com 280 pessoas em nove municípios durante os três primeiros meses do ano.

Segundo o estudo, mais de 37% dos entrevistados decidiram abrir um negócio informal após serem demitidos. "É importante frisar que um número bastante próximo de 40% tem como único objetivo ganhar o suficiente apenas para o sustento familiar, sendo que 69% desses informais não procuram se desenvolver através de cursos ou informações que levem ao crescimento do negócio", esclarece o analista.

Outro dado relevante apontado pelo estudo é que 45% deles já estão em funcionamento há mais de cinco anos, sendo que 58% justificam que não conhecem como podem se formalizar. "Os negócios informais geralmente são pequenos, com pouco capital investido, clientela reduzida e baixo valor agregado", explica. Tanto que mais de 47% identificam a falta de clientes e dificuldade em conseguir crédito como os principais problemas do negócio.

As dívidas representam a realidade de 84,7% dos informais. "Entretanto, como eles não conseguem dinheiro em instituições formais, os empreendedores devem com freqüência a familiares e amigos. Além disso, a venda através de "caderneta" representa problemas para o informal", analisa. E, ao serem interrogados sobre a possibilidade de formalizar seus negócios, 45% responderam que fechariam as portas.

Para o País, a informalidade pode representar a concorrência desleal, a ineficiência econômica, a falta de proteção social e a limitação ao crescimento. "Por outro lado, o próprio informal tem dificuldades com o negócio já que raramente sabe calcular os custos do produto, muitas vezes tem prejuízo", afirma Marcílio.

Burocracia excessiva, alta carga tributária, falta de recursos, tolerância da sociedade são as causas determinantes para que os informais representem uma parcela substancial da economia. "Agora, com a entrada em vigor do MEI - Microempreendedor Individual, que estabelece grande simplicidade de manuseio e baixo custo mensal, muitos podem reconsiderar e se credenciar como empresas formais com objetivo de ter a cobertura previdenciária", acredita o analista do Sebrae/MS.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/01/2016 - 09h43
Exportação de industrializados fecha 2015 com queda de 21,9% em MS
17/12/2015 - 08h30
Mesmo com crise, indústria de alimentos projeta crescer em MS
19/10/2015 - 07h05
Terminal de Porto Murtinho será reaberto nesta terça com embarque de 6 mil toneladas de açúcar
02/10/2015 - 06h54
MS vence disputa com 3 estados e garante industria de R$1,6 bilhão
26/09/2015 - 06h18
Setor industrial de MS investe em tecnologia e se diversifica
 
Últimas notícias do site
24/06/2016 - 09h45
Canil da Rotai celebra convênio com a APAE de Anastácio
24/06/2016 - 09h30
Rotai de Aquidauana ministra palestra em aldeia indígena
24/06/2016 - 06h10
Cada um paga o quiser pelo pastel no Casório, assim como na Barraca do Beijo
23/06/2016 - 10h05
Cuiabá: o portão de entrada do Pantanal
23/06/2016 - 09h50
Paraguaios e brasileiros estão reunidos para discutir violência em Pedro Juan
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.